segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Champanhe

 
Nas bolhas do meu champanhe
Alicerça-se a esperança
Na alegria da juventude
Ou na graça de uma criança.
Aquela que me abandona
Tantas vezes sem saber
Regressa efervescente
No golo que estou a beber
É a ocasião que proporciona
O animo incontido
De que vale a pena viver
E que a vida faz sentido.
 
 

2 comentários:

  1. Vale mesmo a pena viver, e mais cedo ou mais tarde, percebemos que realmente a vida faz sentido!

    Adorei a analogia com o champagne... :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. E como mereces...podes passar lá no meu blog e receber o teu prémio...ok?
    Bjos.

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui