domingo, 26 de abril de 2009

MENINO DE RUA


Pobre criança que dorme

No banco daquele jardim

Ai da mãe que o sofreu

E vê o seu filho assim

Mágoa maior não existe

Para a mulher que pare e ama

Ver o seu filho tão triste

Sem lhe poder dar uma cama

Menino de rua

Pobre e doente

És filho do céu

Ou de uma mãe ausente?

Sofres sem te queixares

Aceitas o teu destino

Mas a vida pode ser mais bonita

Principalmente a de um menino

Revoltem-se vozes caladas

Não deixem de gritar

Isto não pode acontecer

As crianças precisam de alguém que as saiba amar.

3 comentários:

  1. Lindo e triste. Até me arrepiei de imaginar o meu filho nessas condições e para uma Mãe deve ser um sofrimento enorme não poder dar mais ao seu filho.
    Em relação ao poema que é lindo e carregado de sentimento faz-me pensar que não perco de modo algum, nenhum dos teus textos.
    Voltarei de certeza.

    Ps- No teu post anterior, não consigo entrar na pagina pois dá erro.

    Um Bj de amizade

    ResponderEliminar
  2. O poema é bonito mas muito forte. Muito comovente...

    Infeliz realidade

    ResponderEliminar
  3. Precisam e muito!

    Belo poema!

    Uma bela semana para o seu rico coração!

    Beijos

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui