sexta-feira, 24 de abril de 2009

Lagrimas em desalinho


Quando o desanimo cansa

Nota-se.........

Não posso mais.....

A força vem não sei de onde

E em pé continuo..........

Afinal até posso,

Até quando não sei........

A força não fugiu nas lágrimas que chorei....................

6 comentários:

  1. Um lindo poema triste..
    bom final de semana
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Lindo poema... introspectivo...
    Parabéns pelo blog!! Sucesso!
    Beijos Luz!! Ro

    ResponderEliminar
  3. Mas chorar e escrever por vezes ajuda a tirar tudo cá para fora.
    Estarás assim tão triste?

    As folhas da tua arvore de poemas
    trazem lindos e sentidos dizeres
    e todos são maravilhosos temas
    que ao lermos nos dão certos prazeres

    a tristeza vejo nestas linhas
    e o teu choro no final
    nas lagrimas que continhas
    que nao aguentaram afinal

    Tento assim te animar
    para roubar um pequeno sorriso
    não estou perto para te mimar
    porque eu por perto é só riso

    Um Beijo

    ResponderEliminar
  4. As almas purgam a alma. Quantas vezes nos sentimos tão bem depois de deixarmos cair umas lágrimas.

    Um beijinho,
    Maria emilia

    ResponderEliminar
  5. Queria dizer as lágrimas purgam a alma...

    ResponderEliminar
  6. Singelo e ao mesmo tempo diz tanto...

    Gostei muito.

    Que essa força fique por mais que as lágrimas fujam... :)

    Grande beijinho minha querida*

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui