terça-feira, 17 de abril de 2012

Encontro





                                     Na penumbra do anoitecer, onde o silencio vagueia,

Misturam-se sons, sinais longínquos que num leve roçar do vento,

Sinto aconchego, sinto alento.

Sussurrando melodias, notas breves, num mágico luar,

Rimas, procuro encontrar,

Versos escrever, nesta rede de embalar.

E o silencio tem companhia, a lua espreita,

Sinal de um fim de dia,

Leve aroma, fantasia, poema e melodia.

Encosto a cabeça, saboreio o que é só meu. O momento…

Fecho os olhos, respiro tranquilidade,

Neste canto perto do céu, encontro a minha realidade.





Sem comentários:

Enviar um comentário

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui