segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Se ou quando…


Quando eu morrer, não quero lágrimas nem pranto…
Se eu viver, que brilhe o sol ao amanhecer…
Brilhem estrelas ao anoitecer…
Que a Lua me acompanhe…
Faça de mim sua confidente.
Se eu morrer, espalhem minhas cinzas ao alvorecer…
Num belo jardim a florescer…
Para que eu viva nesta morte desejada…
Nesta vida tão sonhada…
No brilho da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui