sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Momentos


Hora sublime de um entardecer,
De um verão belo com cheiro a jasmim,
São notas de musica as palavras…
Aquelas que por nós entrelaçadas, são poemas para mim.
 
São feitiço forte e verdadeiro…
Magia ou pura ilusão…
São horas sentidas em silencio…
São batidas de um coração.
 
É a hora do dia em que o relógio funciona
As horas viram minutos, minutos que nem segundos são
Os segundos não aparecem
Em momentos de sedução.
Não sei se chove ou é apenas calor
Hum…o aroma a terra molhada…
Nesta tarde inebriada
A vida tem mais cor.










1 comentário:

  1. O aroma a terra molhada, algo sempre tão familiar, confortante, algo que sabe tão bem =)

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui