domingo, 17 de abril de 2011

Triste


Consome-me a tristeza
De querer e não saber
Tenho uma dor profunda
Que por vezes me inunda
E me faz enlouquecer
Dói-me a ignorância
De não conseguir transpor
Em frases bonitas
Toda a minha dor
Velhas mágoas de infância
E as marcas que guardei
Uma página em branco
Um livro que não fechei
Apesar de tudo...
Choro... Chorarei...
Por pena de só saber
O tão pouco que sei.


1 comentário:

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui