sexta-feira, 29 de abril de 2011

Neblina.

Na estranha névoa do amanhecer
Envolvida em pensamentos tenebrosos, quero perder-me….
Sim….
Perder-me em labirintos sem retorno, em silvados sem saída e perder-me…
Sim….
A luz não aparece, o dia não amanhece e eu quero perder-me….
Sim…
Morrer simplesmente, sem nada para pensar, quero perder-me
Sim…
 Nesta névoa envolvente a ela me entregar, quero perder-me
Sim…
Não sou deste mundo, sou apenas vagabundo, não quero mais chorar, quero perder-me
Sim…
Desistir de tudo e de nada, nesta nobre madrugada, quero perder-me
Porque não?
Se eu me entrego de corpo e alma e esta dor não acalma
Porque não?
Se apenas não sei viver, evitando este sofrer, quero apenas morrer
Porque não?
Seria a entrega total, ninguém me faria mal
Talvez  sim… me perca….porque não sei viver….


2 comentários:

  1. por vezes penso: como seria tão mais simples apenas "deixar de ser"...

    ResponderEliminar
  2. I, muito mais simples, mas a vida é assim...beijo-te com carinho

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui