sexta-feira, 20 de julho de 2012

Um ser talvez...

           
Sou sombra num entardecer,
Aquela que acalma teu olhar!
Sou apenas eu…Um ser entre muitos…
Aquela que traz nos olhos a alma, o temporal em tarde calma,
A tortura do anoitecer, em sombra bucólica e íngreme…
Um ser, apenas eu…
Uma alma que se alimenta de metáforas,
Ao sabor do vento, grande distância!
Sou eu a sombra, o beijo dos sonhos…
A bebida de medronhos que embriaga a nostalgia…
Apenas aquela….
 Som da tua distância, rabiscos de uma infância, ou página em branco…
Imagem de um caminho que te alimenta na escarpa do delírio.
Ó nostalgia!
 Ó mágoa em noite fria…que despe teus desejos…
Adormece e morre sem teus beijos…
Apenas eu…com a tortura de um pensar.

6 comentários:

  1. Minha querida

    Entre o amanhecer e o anoitecer, ficam os gestos presos nas demoras.
    Como sempre descreves tanta alma.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Sonhadora, não serão estes textos desabafos da alma?

    Beijo meu minha Sonhadora

    ResponderEliminar
  3. So para lhe deixar um beijo mas também para dizer: QUE LINDO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daniel, obrigado. Um beijinho tambem para si.

      Eliminar
  4. Encontrei esta:
    "Quando olho para o meu passado, encontro uma mulher bem parecida comigo - por acaso, eu mesma - porém essa mulher sabia menos, conhecia menos lugares, menos emoções. - Martha Medeiros".

    Somos aquilo que fomos
    beijo

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui