terça-feira, 5 de outubro de 2010

Instantes...

Os locais por onde passo

Que guardo num recanto, bem lá no fundo,

Deles sinto nostalgia,

Em qualquer parte do mundo.

Cheiro a maresia, com aroma de pinhal,

Uma cadeira baloiçante,

No regaço, um lápis, desenhando o postal.

Ouço a rola, som tão belo.

As ondas que batem na rochedo,

Sentada, ou embalada,

Ao som do arvoredo.

Lugar perfeito, para um perfeito pensador,

Longe de tudo, longe do mundo,

Fecha os olhos sonhador.

A pinha balança, num ramo de pinheiro,

Uma gaivota que passa,

Em terra de marinheiro.

Vento suave, brisa que acalenta,

A dor vai desaparecendo,

Os sonhos envolvendo,

A esperança renascendo.

5 comentários:

  1. Olá amiga.
    Venho te seguindo há tanto tempo no outro blog e não sabia que existia esse lugar cheio de poesias. Amei.Estarei sempre aqui colhendo desse néctar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Muito lindo, vamo-nos embalando ao mesmo tempo que o lemos.
    Parabéns

    ResponderEliminar
  3. a rola... a gaivota... são voares ligeiros, mas sempre junto à costa. Por vezes é preciso ser como um albatroz e aventurar mar adentro. Coragem para os desafios!

    ResponderEliminar
  4. Maria...

    Na vida tudo renasce e se renova... até o amor!

    Beijos!
    AL

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui