segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Quero morrer


Quero morrer no lago das minhas lágrimas
Levar comigo os sonhos e quimeras,
No cristal da lágrima corrente
Embebedar-me tão simplesmente.
A dor amaina de propósito
Para que a partida seja perfeita
Submersa nos devaneios
Morro eu e os anseios.
Adeus de mim, adeus para ti,
Que foste FANTASIA em horas lindas
Nunca te tive mesmo querendo-te,
Por ti encho o lago, com lágrimas findas.

6 comentários:

  1. LIndo poema sobre um amor não correspondido. Parabéns.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Gostei do seu cantinho. Convido-a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Saudações Florestais !

    ResponderEliminar
  3. Amo as rosas não preciso falar mais nada.
    bjs linda

    ResponderEliminar
  4. Lindo o seu poema, tocou-me muito.
    Eu também escrevo sobre a desilusão

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Despede-te de uma fantasia mas nunca de uma amizade...

    Bjs

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui