sábado, 22 de agosto de 2009

MOMENTO


Este ser inacabado, que almeja com sofreguidão
Entregar-se sem pudores, ao encanto da ilusão.
Esta mente ansiosa, louca demente
Sonha com quimeras, dias de sol ou tempestade
Inverno primaveras, momentos para sentir saudade.
Vento que chega com sabor a tempero apimentado
Pele na areia, corpo salgado, dia de sol ou nublado.
Aquele beijo louco e quente
Que incendeia o corpo molhado
O abraço envolvente
E as estrelas como telhado.
Areias que se colam sem licença
Invadindo recantos…os mais secretos
Acompanham o ritmo da paixão
Decifrando os vários dialetos.
Este ser inacabado…que almeja apenas emoção
Entrega-se ao devaneio, para matar a solidão.



6 comentários:

  1. Mesmo com este calor, sabe sempre bem a melhor coisa da vida que é fazer e saber fazer amor!!

    ResponderEliminar
  2. Ansiedade pela entrega em sonho ou
    na realidade a verdade é que encanta pela sua disponibilidade. Bjo

    ResponderEliminar
  3. Momento.
    É engraçado... tenho um texto intitulado "momentos" para postar, mas ainda precisa ser revisto.
    Muito diferente deste, mas com a mesma essência...

    Continuação de bom fim de semana.

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  4. É nos meus momentos de leitura dos blogs que adoro, que procuro descontrair, encontrar a minha paz o meu relaxe.
    Foi o que fiz neste momento e encontro um poema divinal, cheio de sentimento, sensações...
    A tua escrita mostra bem a pessoa maravilhosa que és.

    Bj grande de amizade e admiração

    ResponderEliminar
  5. Maria, nada como o amor cantado em versos e prosas para alegrar nossos corações.
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Maria,
    a menina consegue realmente surpreender...
    Gosto desta nova decoração... (é a terceira em pouco tempo).
    Parabéns!!

    Bjinho

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui