quarta-feira, 18 de março de 2009

TEJO


Tejo meu.....
Gaivotas presentes
Lembram o passado
O imfinito franjado
A noite......
A praia.....
O perigo.....
Qual telha, qual fonte
Qual luar no orizonte
Farol sempre presente
Guia das vidas
Separados por opção
Porque, tão longe...
Tão perto
Dentro do coração.

2 comentários:

  1. Esse Tejo nosso...

    Tantas vezes já me albergou em noites que eu não tinha caminho certo...É um espelho que gosto de olhar e que me acalma...

    Bonita homenagem! :)

    Grnade beijinho*

    ResponderEliminar
  2. O Tejo deve estar orgulhoso...
    Fonte inspiração, acolhe tantas lágrimas quanto murmúrios dos namorados apaixonados...será sempre tema para poesia ,canção e modelo de fotografia.
    ADOREI O POEMA.
    Beijos meus com carinho...sempre

    ResponderEliminar

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui