terça-feira, 26 de agosto de 2008

LÁGRIMAS

Meu lago triste,
Tu te encheste....
Meu amor fez-te transbordar
Lágrimas.....
Mil caminhos percorres-te
Tudo, porque não soube amar
Hoje, longe, tão longe
Do velho ritmo da paixão
Vejo no espelho
Do meu lago a tua mão.
Languidos os abraços
Vistos á distancia
Sabor de apaixonados
Regresso de infância.
Tempos de amores
Ventos, tempestades
Sorrisos e lágrimas
Desgostos, saudades.
Lágrima cristalina
Pureza infinita
Longa a corrente 
De uma vida bonita.
Julgava que era, sem ser
Sombra da água corrente
Vagueava perdida na vida
Seguindo o coração carente.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui