sábado, 19 de janeiro de 2013

O velho estava fraco, cansado e pensava…

 
Velhos tempos que já lá vão
Triste…hoje recordo me de ti
Quando em moço te segurava pela mão….
Sinto tantas saudades como no dia em que parti.!!!
Fui para longe…pobre de mim!
Corri mundo sem parar
Vi a lua companheira
Vi o sol desabrochar.
Acompanhou-me a saudade
Do muito que para traz deixei
Vivi a minha realidade
Mas de te amar não parei.
Hoje o tempo passou…
Recordo-te…moça da minha Aldeia
Que a janela da minha rua enfeitou
Com um sorriso alegre….Teus cabelos ao vento…
O teu olhar que me enfeitiçou.
Há lá vida que se assemelhe
A este encanto que povoa o Céu
Á melodia da tua voz
Ao teu dia que não é meu…?
E assim as palavras viajam, flutuam,
Tropeçam em recordações
Regressa o encanto, a magia,
Dos velhos corações.

Sem comentários:

Enviar um comentário

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui