segunda-feira, 8 de setembro de 2008

PORTO DE ABRIGO

Porto de abrigo
equilíbrio,
Sempre o pilar
Quando a dor vem
A lágrima cai...
É aí que eu vou ficar
O sorriso espreita
Tão perto do aconchego
O sentimento, o conforto...
vai-se o medo.
Digo sem falar
Recebo sem pedir
O desespero vai 
A lágrima cai 
Tudo sem sentir.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

widgets.amung.us

Seguidores

Quanto já leram por aqui